San Francisco 49ers enfrenta Los Angeles Rams no SNF

Aaron Donald dando um Sack em Alex Smith

Depois de sofrer uma derrota maiúscula contra os Dolphins, a missão dos 49ers não é nada fácil: Encontrar os Rams que tem apenas uma derrota na temporada.

Defesa dos 49ers tentam parar corrida dos Rams
Créditos: Will Lester, Inland Valley Daily Bulletin/SCNG

E o trabalho dos 49ers comandados por Kyle Shanaham fica ainda mais difícil se olharmos para o elenco do seu time. Isso porque seu time conta com vários desfalques ou jogadores que estão retornando de lesão essa semana.

Talvez o maior desfalque da equipe da Califórnia seja um que não poderá atuar mais nessa temporada: Nick Bosa. O segundo anista, que foi eleito o calouro defensivo do ano na temporada passada, teve uma lesão de ligamento cruzado no joelho esquerdo e está fora da temporada.

Isso faz com que o time perca muito em seu pass rush, já que Bosa era o principal jogador nessa posição. Com uma linha defensiva enfraquecida, o jogo corrido tem mais espaço, e com menos pressão no quarterback, o jogo aéreo pode se desenvolver muito bem.

E os comandados de Sean McVay estão dosando muito bem o seu ataque nessas primeiras semanas da temporda. Correndo bem com a bola com seu comitê de running backs mas também lançando bem a bola em momentos chave, vem sendo um ataque bem ritimado na temporada e lembrando o ataque dos Rams de duas temporadas atrás, quando o time chegou ao Super Bowl.

E o Garopollo?

Retornando de lesão no tornozelo na semana passada, o quarterback titular dos 49ers não teve uma boa atuação enquanto esteve em campo. Foram 17 tentativas de passe para 7 recepções, nenhum TD e duas interceptações. Ele deixou o jogo no intervalo com um rating de 15.7.

Jimmy Garoppolo Sorrindo
Créditos: Instagram Jimmy Garoppolo (@jimmypolo10)

O fato dele ter sido substituído no intervalo chamou a atenção. Isso porque o seu reserva, Nick Mullens, estava fora do jogo. Quem entrou foi o terceiro quarterback da equipe, CJ Beathard. Foi dito para a imprensa que a substituição era para poupar Garoppolo, que estava voltando de uma lesão.

Mas não é de hoje que Jimmy G tem seu desempenho contestado nos 49ers. Mesmo com números bons, alguns aspectos do seu jogo vem incomodando. O mais conhecido deles – o trabalho de pés – não evoluiu como se esperava desde que ele chegou de New England.

Sua leitura de jogo muitas vezes se mostra falha e mesmo que seus números sejam bons, sua capacidade de levar a franquia ao título vem sendo bastante questionada.

Mas Garoppolo deve seguir como o dono da posição, porém, se quer provar que é o dono desse ataque, esse jogo é chave para ele.

Tranquilidade em Los Angeles

Depois de uma temporada de ressaca pós derrota no Super Bowl, onde McVay e Jared Goff foram muito questionados, as coisas para os Rams parecem ter tomado novamente um caminho promissor.

Ataque dos Rams comemora Touchdown
Créditos: Instagram Los Angeles Rams (@rams)

O ataque voltou a ter um bom ritmo após um ano em que foi muito contestado. A defesa, conta com o melhor jogador da Liga, Aaron Donald. Mas não só com ele, McVay tem uma unidade defensiva muito interessante nas mãos.

A única derrota na temporada para os Bills de Josh Allen, não serve de alerta. Aliás, a vitória contra os Giants na semana 4 serve muito mais de aviso do que a derrota.

Isso porque a derrota aconteceu em um jogo bem disputado, até o fim, contra um dos melhores times da liga até o momento. Já a vitória conta os Giants – um dos piores times até aqui – não foi tão convincente como se esperava.

Nada que abale o rumo da equipe de Los Angeles que parece bem centrada no ataque, diminuindo os turnovers e os riscos de cometê-los, e na defesa, principalmente na pressão ao quarterback adversário.

O JOGO

Para os Rams, o caminho é explorar o jogo corrido. Sem Bosa, a linha defensiva de San Franscisco está mais vulnerável e os Dolphins mostraram isso na semana passada. Estabelecer bem o jogo corrido é chave para os Rams garantirem a vitória.

Já do lado dos 49ers, a dúvida é: Como Garoppolo vai se apresentar? Ficar longe dos turnovers, menos tempo no pocket para fugir de Aaron Donald e também estabelecer um bom jogo corrido, é fundamental para San Francisco.

O favoritismo do jogo está nas mãos dos Rams. Dos dois times, é quem apresenta o melhor futebol americano na temporada. E conta com o melhor jogador da liga para trazer mais problemas ao já instável quarterback adversário.

Article Categories:
Prévias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: