Paciente da Semana: DeAndre Hopkins

Antes de mais nada, eu estava pronto para escrever sobre meu querido Josh Allen e como seu fã clube estava em festa com a virada. Seria um lindo game winning drive faltando apenas 34 segundos no relógio, com um touchdown do líder em jardas recebidas, Stefon Diggs. Mas como diria o ditado: nunca desista de um jogo da NFL. Que partida, que jogada, que história. Agora seria maldade não escrever sobre a dupla de Arizona, e como Kyler Murray, e principalmente DeAndre Hopkins, tem entregado performances de brilhar os olhos.

Como tudo começou…

No começo do ano, os Texans fizeram uma das piores trocas da história da NFL, e isso tem se provado a cada semana. Meu deus o que você fez Bill O’ Brien… DeAndre Hopkins (All-Pro nos últimos 3 anos) e uma escolha de quarta rodada pelo RB David Johnson, a escolha de segunda rodada de 2020 e mais uma de quarta rodada de 2021. Enfim, não tem explicação você trocar um dos melhores recebedores da liga por um jogador velho e escolhas que não são de primeira rodada. E Hopkins tem feito questão de mostrar que é um recebedor de elite, sendo essa hail mary apenas a cereja do bolo. Como resultado, Murray conseguiu escapar da pressão na última partida e deve ter pensado: “O Hopkins deve estar em algum lugar por ali”. E esse foi o resultado:

Assim, 36% das jardas aéreas dos Cardinals vem de recepções de Hopkins (861), Kyler Murray está voando, e o time agora lidera a divisão. Murray se tornou o primeiro QB com pelo menos 1 TD corrido em 5 jogos seguidos desde 1970, já são 27 touchdowns totais para 8 interceptações. O menino é a definição de ameaça dupla. E essa vitória contra os Bills provou o quanto essa dupla é especial e pode fazer estragos nos próximos anos. Afinal, ambos parecem felizes. Toda semana DeAndre faz um tweet dizendo estar na campanha para seu quarterback ser o MVP, e quem lembra de Murray sorrindo antes de passar a bola para Hopkins fazer um touchdown contra os Seahawks? Eu teria medo de enfrentar esse ataque dos Cardinals, especialmente quando podem definir o jogo assim. Que jogada…

DeAndre Hopkins, recebedor do Arizona Cardinals, segurando a Hail Mary para dar a vitória no último segundo contra o Buffalo Bills.
Hopkins recebendo a “Hail Murray”. Créditos: Getty Images
Psicólogo da NFL

Psicólogo da NFL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: