Prévia Super Bowl LV

A temporada mais incomum da NFL acaba amanhã. Depois de 17 semanas de temporada regular e três de Playoffs, a grande final do futebol americano irá decidir quem leva o Vince Lombardi: O maior jogador de futebol americano da história ou o jovem Quarterback que mostra potencial para atingir o patamar do seu oponente.

A maioria das casas de apostas de Vegas coloca Kansas City como leve favorito. Porém, como já sabemos, tudo pode acontecer numa partida da NFL. Em especial quando se trata de um Super Bowl. Mas, da onde vem esse leve favoritismo dos Chiefs?

Uma nova dinastia se formando?

Desde que Patrick Mahomes se tornou titular nos Chiefs, o time chegou em três finais de conferência, sendo campeão da AFC nas duas últimas temporadas. E, diferente do que acontece com grande parte dos times, KC não diminuíram seu ritmo depois de serem campeões. Na verdade, o time até melhorou.

No Super Bowl passado, algo que se falava muito era sobre a fraqueza da defesa de Kansas. Esse ano a unidade joga melhor. Ainda que não seja perfeita, se mostra segura e evoluiu bastante. E como o ataque se mantém como a grande força, a expectativa é que o time vença o bicampeonato.

Hoje, já não é mais cedo falar que a equipe comandada por Andy Reid esteja protagonizando uma nova dinastia na liga. E com Mahomes “garantido” no time pela próxima década, é esperado que os Chiefs sejam o time a ser batido durante um bom tempo. E para reforçar essa ideia, é necessário vencer o protagonista de uma dinastia que se encerrou recentemente no mundo da bola oval…

Tom Brady continua fazendo história

Resultado de imagem para buccaneers brady
Brady levou os Bucs aos Playoffs depois de 18 anos (BRETT DUKE/ASSOCIATED PRESS)

Quando Brady saiu de New England depois de 20 anos e assinou com os Bucs, muitos torceram o nariz. “Está em fim de carreira”, “quer se aposentar na Florida” e até “já está velho demais para tentar alguma coisa”. Esses foram alguns comentários que muitos teceram sobre o maior Qb de todos os tempos. Mas, como sempre, Brady calou os críticos e fez história ao levar o Buccaneers a ser o primeiro time que joga um Super Bowl em casa.

Antes da chegada de Brady, eram 18 anos sem ir aos Playoffs. E mesmo após um começo de temporada um pouco desanimador, o time venceu quatro jogos seguidos na reta final e avançou como Wild Card.

Agora, o experiente Qb quer provar de uma vez por todas porque merece o título de GOAT, e tem em seu elenco as peças para isso.

Pass Rush é a chave dos Bucs

Jogar contra Patrick Mahomes não é fácil. O Qb é quase perfeito e tem pouquíssimas fraquezas. Mas, um jeito de conter o seu estrago é pressioná-lo sem Blitz. Eu sei que é uma fórmula clichê, mas é uma verdadeira. Mahomes tem muita facilidade em queimar Blitzes, e explorar os buracos que essas chamadas deixam no fundo de campo. Por isso, pressionar, derrubar, impedir que ele pense usando apenas 4 homens (ou até menos) é um modo eficiente de impedir que ele explore sua defesa.

Além disso, seu ataque precisa ser eficiente. Cuidar bem da bola e, principalmente, pontuar sempre que possível, é fundamental. Também é necessário ter um jogo corrido que queime relógio e ganhe primeiras descidas. Se conseguir esse combo de fatores, os Bucs aumentam suas chances consideravelmente.

Chiefs precisam proteger Mahomes

Resultado de imagem para mahomes chiefs
Sem Eric Fisher, a OL precisa proteger bem Mahomes (David Eulitt/Getty Images)

Sim, é verdade que a OL de Kansas é boa e protege bem seu Qb. Mas, vamos lembrar que Eric Fisher está machucado, e ele é uma peça fundamental na proteção a Mahomes. Considerando o Pass Rush agressivo dos Bucs, é provável que as chamadas ofensivas se baseiem mais em passar curtos e ganhos após a recepção e em explorar a velocidade de Tirek Hill no fundo de campo. Assim, é esperado uma participação bem ativa do melhor TE atual da NFL, Trevis Kelce.

Na defesa, o ideal é forçar Tom Brady a cometer Turnovers, algo que atrapalhou a temporada do experiente Qb. Assim, pressionar Brady pelo meio da linha e fazer ele apressar passes é uma forma de impedir as pontuações de Tampa.

A história será escrita

É impossível prever o vencedor do jogo antes dele acabar. Mas, fato é que veremos história sendo escrita nesse Super Bowl. Ou veremos Tom Brady ganhando seu sétimo título na carreira e se provando de vez como maior jogador da história, ou veremos Mahomes se confirmando como o maior candidato a roubar essa reputação.

Article Tags:
· · ·
Article Categories:
Prévias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: