Resumo MNF Semana 4 – Green Bay Packers x Atlanta Falcons

Dessa vez o Atlanta Falcons não sofreu uma virada incrível como nas duas últimas semanas. Isso porque o time não conseguiu fazer frente à um Green Bay Packers comandado por um Aaron Rodgers inspiradíssimo.

Matt Ryan (Falcons) e Aaron Rodgers (Packers) se cumprimentam ao final da partida.
Crédito: Instagram Green Bay Packers (@packers)

A primeira campanha dos Falcons já dava uma mostra de como seria o restante do jogo. Duas corridas com Todd Gurley e uma tentativa de passe para Calvin Ridley que não conseguiram avançar dez jardas. 3 & out para os visitantes. Mas era a primeira campanha do time no jogo.

Hora do ataque de Green Bay vir a campo. Ainda sem Davante Adams e sem a grata surpresa que foi Allen Lazard, Aaron Rodgers e Matt LaFleur teriam que ser muito criativos para que o ataque não fosse previsível e ficasse focado apenas nas corridas de Aaron Jones.

Mas nessa primeira campanha, Aaron Jones foi quem brilhou. Recebendo passes ou correndo, avançou no campo para a equipe da casa até entrar na endzone com um passe de Aaron Rodgers e abrir o marcador para os Packers.

Aaron Rodgers fazendo um lançamento durante a partida contra o Atlanta Falcons
Crédito: Instagram Green Bay Packers (@packers)

Atlanta em campo e mais uma vez, três jogadas e punt. Mais uma vez tentativas de corrida com Gurley e passe para Ridley. E novamente frustrados pela defesa.

Enquanto o adversário não conseguia fluir bem pelo campo, os donos da casa chegavam na beira da endzone mais uma vez. Mas dessa vez a campanha variou entre passes e corridas com Jamaal Williams, Jones e Darrius Shepherd, mas não conseguiu marcar pontos, mesmo chegando na linha de uma jarda do campo adversário. Isso porque a defesa de Atlanta conseguiu subir o muro.

BEM VINDO AO JOGO, JULIO JONES. PERO NO MUCHO

Finalmente uma campanha ofensiva dos visitantes que conseguiu avançar pelo campo. Utilizando muito dos passes em shotgun, o ataque de Atlanta conseguiu ganhar território, e quando precisou de uma conversão de quarta descida, contou com o talento de Julio Jones com uma recepção para 19 jardas. Mas, mesmo desenvolvendo melhor, o ataque não conseguiu anotar o touchdown e se contentou com um field goal.

O WR Julio Jones (Atlanta Falcons) sorrindo
Créditos: Instagram Atlanta Falcons (@atlantafalcons)

Mesmo com dificuldade em desenvolver as jogadas no ataque, o principal WR do time e para muitos o melhor da liga, Julio Jones, ainda não havia sido utilizado. Ele tinha o status questionável para a partida, mas mesmo assim foi para o jogo. O jogador terminou a partida com apenas 4 recepções para 32 jardas.

SEGUNDO TEMPO, UM POUCO MAIS DE EQUILÍBRIO

Na primeira campanha dos Packers no segundo tempo, a defesa adversária faz um bom trabalho ao forçar um punt. Mas apenas o primeiro da noite para o ataque de Aaron Rodgers.

Com o ataque em campo, anotar um touchdown era fundamental para as aspirações dos Falcons. Em ações que tentaram equilibrar as ações, Atlanta ia avançando em campo. Todd Gurley anotou boas corridas e finalizou entrando na endzone para colocar seis pontos no placar para os visitantes que viram o kicker substituto do lesionado Younghoe Koo, Elliott Fry errar o ponto extra.

Todd Gurley comemora o touchdown dos Falcons com os companheiros de time
Créditos: Instagram Atlanta Falcons (@atlantafalcons)

Quando o jogo aparentava caminhar para uma reação de Atlanta, Aaron Rodgers entra em campo novamente e mostra o porque seu nome está forte na discussão pelo MVP passadas quatro semanas. Três jogadas, um passe de 21 jardas para Robert Tonyan depois, os Packers respondiam o touchdown do adversário. Os Packers aumentam sua vantagem em campo.

Os Falcons até conseguem mais uma boa campanha e anotam mais um touchdown, que foi respondido pelo time do Winsconsin com um field goal, e terminou assim. Domínio dos Packers. 30 a 16 no placar.

FLUIDEZ DOS PACKERS, SACRIFÍCIO DOS FALCONS

Se de um lado o ataque de Green Bay caminhava com facilidade no campo, do outro, o ataque enfrentava muitas dificuldades. Mesmo Matt Ryan fazendo uma partida segura, o ataque dos Falcons simplesmente não engrenava. E no segundo tempo, isso ficou mais claro. Mesmo conseguindo anotar dois touchdowns na metade final do jogo, a impressão que se tinha era que os donos da casa poderiam anotar mais pontos em qualquer campanha. Os Packers chutaram apenas dois punts na partida, e contou com um turnover on downs no primeiro tempo. No mais, pontuaram em todas as outras campanhas.

Nem a fluidez do ataque dos Packers e nem a dificuldade do ataque dos Falcons eram coisas esperadas. Isso porque o time de Matt LaFleur precisava lidar com desfalques no corpo de recebedores enquanto os Falcons contavam com seus melhores jogadores no ataque.

NUMEROS DO JOGO

Green Bay Packers

Aaron Rodgers: 27/33, 327 jds, 4 TDs.

Aaron Jones: 15 corridas, 71 jardas (méd. 4,7 jds), 5 rec., 40 jardas, TD

Robert Tonyan: 6 rec., 98 jardas, 3 TDs

Atlanta Falcons

Matt Ryan: 28/39, 285 jardas

Todd Gurley: 17 corridas, 57 jardas (méd. 3,6 jds), 2 TDs

Olamide Zaccheaus: 8 rec., 86 jardas.

Hayden Hurst: 4 rec., 51 jardas.

Tauany Rodrigues

Tauany Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: