Resumo Semana #11 – Jogos de domingo à tarde

Esse texto foi produzido pelos redatores Caio Piccini, Davi Alves, Leandro Vaz e Rafael Giovanni.

Para quem achou que os jogos dessa tarde de domingo seriam mornos, a surpresa foi grande. Foram duas partidas decididas na prorrogação, além de várias outras disputadas até o fim. Mas, infelizmente, o que mais chamou a atenção foram, novamente, as lesões. Fique por dentro de tudo o que rolou na rodada!

New England Patriots 20 @ 27 Houston Texans

Essa partida serviu para mostrar como Deshaun Watson é um Qb da prateleira de cima da NFL e sofre com um time mal montado ao seu redor. O jovem Qb teve uma excelente atuação: somente no primeiro tempo eram 241 jardas passadas, 30 corridas e três Tds. Se tivesse um bom elenco e um bom técnico, poderia facilmente brigar por coisa grande. Infelizmente, não é o caso, e mesmo com a vitória, o time dificilmente se classificará para a pós temporada.

Em New England, se havia alguma esperança de classificação para os Playoffs, essa acabou caindo por terra. Cam Newton até fez um bom jogo, mas não o suficiente para garantir a terceira vitória seguida do time. A defesa cedeu mais de 20 pontos pela sétima vez na temporada, mostrando como a unidade é limitada. Agora, a expectativa das duas equipes é apenas cumprir tabela.

Cincinnati Bengals 9 @ 20 Washington Football Team

Joe Burrow injured vs. Washington Football Team; Bengals QB carted off  field - Cincy Jungle
Joe Burrow saiu de maca da partida (Photo by Patrick McDermott/Getty Images)

A vitória foi do time da capital estadunidense, porém o assunto foi a contusão do novato Joe Burrow, QB dos Bengals.

Numa partida entre duas franquias em reconstrução e dois dos elencos mais fracos da NFL, o Washington Football Team saiu vitorioso e conquistou a terceira vitória na temporada. Alex Smith teve um TD e uma INT, contudo, foi suficiente para o resultado positivo.

Pelo lado dos Bengals, é difícil compreender que a maior derrota não foi no placar. O potencial futuro da franquia saiu de maca da partida, após ser derrubado por defensores de Washington. O jogador vinha fazendo uma temporada para os livros entre os calouros, e agora teremos que esperar algum tempo para vê-lo em ação novamente. Aqui deixo nossas forças para o QB.

Atlanta Falcons 9 @ 24 New Orleans Saints

Did the New Orleans Saints make a mistake with the Taysom Hill contract?
Pela primeira vez Taysom Hill foi o QB titular de NO (Photo By Ben Rolfe)

Repondo a principal posição do time, no lugar de Drew Brees, a decisão de colocar Hill como QB titular foi um dos assuntos mais comentados da semana. A resposta veio dentro de campo.

Pelo lado dos Falcons tivemos uma atuação irregular de Matt Ryan, com duas interceptações e nenhum TD. O time se encontra numa posição complicada na divisão e busca por uma renovação no elenco e no estilo de jogo da equipe. Mesmo com nomes como Julio Jones e Todd Gurley, Atlanta soma apenas 3 vitórias na temporada.

Já em New Orleans, Hill assumiu o posto de QB principal com uma vitória em cima de um rival de divisão, além de ter sido uma vitória convincente. Mesmo não lançando para nenhum TD, ele lançou 23 vezes e completou 18 passes, para 233 jardas. Além de 51 jardas terrestres e 2 TD’s. Os Saints conquistam a vitória de número 8 na temporada e seguem sendo um dos principais times da NFC, na disputa pela folga nos playoffs.

Pittsburgh Steelers 27 @ 03 Jacksonville Jaguars

Com uma atuação excelente da sua secundária, Pittsburgh confirmou o favoritismo e atropelou os Jaguars. Foram nada menos que quatro (!) interceptações da defesa dos Steelers, garantindo mais uma vitória e a sequência invicta na temporada.

Big Ben fez mais uma partida sólida e mostrou que os Steelers são o melhor time da NFL atualmente. Agora, o time recebe o decepcionante Baltimore Ravens na próxima quinta e deve selar sua praticamente já garantida ida aos Playoffs na noite de Ação de Graças.

Já Jacksonville conseguiu a incrível marca de 100 derrotas com Shahid Khan como dono da franquia! Uma marca para se orgulhar e entrar na briga pelo pior time da história da NFL. É a nona derrota consecutiva do time e as esperanças já são depositadas no Draft de próxima temporada.

Philadelphia Eagles 17 @ 22 Cleveland Browns

Debaixo de uma forte chuva, os Browns contaram com uma excelente atuação da sua defesa para ganhar do fraco Philadelphia Eagles e subir uma posição da AFC Norte. Apesar de Baker Mayfield mais uma vez se mostrar um Qb mediano, o time conseguiu a vitória, especialmente contando com o desempenho defensivo e do ataque corrido. Nick Chubb correu para 114 jardas e o outro Rb que não terá seu nome mencionado por conta do seu comportamento extracampo também fez uma boa partida.

Philadelphia Eagles defense falls victim to Nick Chubb's big run, busted  coverages vs. Cleveland Browns
Nick Chubb foi o nome do jogo (Philadelphia Inquirer)

Apesar da derrota, os Eagles continuam liderando a divisão com uma campanha 3-5-1. Com as vitórias de Cowboys e Washington, a disputa na divisão mais fraca da liga deve se intensificar nessa reta final de temporada.

Detroit Lions 0 @ 20 Carolina Panthers

Mesmo sem o seu Qb titular, o Carolina Panthers contou com uma ótima partida defensiva e venceu sem dificuldades o limitado Detroit Lions. A vitória acaba com um jejum de cinco partidas sem vencer dos Panthers e coloca o time na terceira posição da NFC Sul. Mesmo com as chances de Playoffs bem pequenas, o time ainda briga por uma vaga de Wild Card.

Já Detroit mostra cada vez mais como é ruim. O time não consegue sair do grupo dos piores times da NFL há alguns anos e nunca dá sinal de melhora. Como já era esperado, amarga a última posição da sua divisão e não deve ter quaisquer esperanças nesta temporada.

Tennessee Titans 30 @ 24 Baltimore Ravens

O Baltimore Ravens é um fortíssimo candidato à decepção da temporada e comprovou isso mais uma vez na derrota para os Titans. É difícil achar alguma coisa que funcione bem nesse time sem identidade. Não dá para saber se é um time que defende bem, passa bem ou corre bem, afinal, o time não faz praticamente nada bem, além de chutar Field Goals com o excelente Justin Tucker.

E não pense que os Titans fizeram uma excelente partida. Na verdade, os Ravens mais uma vez perdeu para si mesmo. Interceptação boba, Drops inaceitáveis, chamadas ofensivas horríveis e erros em fundamentos básicos, como Tackles, custaram caro. A jogada seguinte resume bem, não só a partida, mas a temporada do time até aqui:

Apesar do mau desempenho de Baltimore, Tennessee, que não tem nada a ver com isso, fez uma partida sólida para garantir a vitória e acirrar a briga pela liderança da AFC Sul. Henry sofreu mais que o esperado para engrenar, mas foi decisivo no segundo tempo e na prorrogação. A partir de agora, cada partida será decisiva e o Running Back precisará mais do que nunca mostrar o seu valor.

New York Jets 28 @ 34 Los Angeles Chargers

No jogo entre os piores times da AFC, deu a lógica. Não foi tão simples como se imaginava, mas mesmo com emoção os Chargers conseguiram vencer o pior time da NFL.

Justin Herbert sets records, but Chargers have to battle to the end to beat  Jets – Orange County Register
Foi mais difícil que o esperado, mas os Chargers conseguiram vencer os Jets (Orange County Register)

O jogo foi bem controlado desde o começo. Herbert fez mais uma boa apresentação enquanto corre sozinho para vencer o prêmio de calouro da temporada (devido a lesão de Joe Burrow, no outro jogo da tarde contra Washington, que era o favorito ao prêmio). Os Chargers tentaram ao máximo dar emoções ao jogo no último quarto, porém os Jets foram ineficazes demais para tentar o empate. Ainda assim, não é esperado que essas duas equipes briguem por alguma coisa nesta temporada e o destino de ambas deve ser focado no Draft do ano que vem.

Miami Dolphins 13 @ 20 Denver Broncos

Tua Tagovailoa: Why was he benched by Dolphins? Will he start at Jets?
Tua sofreu muito no jogo (Palm Beach Post)

Começando o jogo sem conseguir completar passes e tendo que lidar com vários Sacks e interceptações, Drew Lock calou a boca de muitos críticos. Com o decorrer do jogo foi pegando ritmo e os passes começaram a entrar. Já Tua teve vida difícil, com uma OL muito mal. Com 11/20 passes completados e um Touchdown, ele foi substituído pra evitar lesão, já que estava sendo muito pressionado.

O jogo num geral foi bem morno e os dois times não foram bem. Os Broncos conseguiram ir na vantagem pro intervalo e durante o segundo e terceiro quarto se agarraram nela e ainda ampliaram. A derrota é ruim para Miami. A equipe teve a chance de empatar com o líder da divisão, os Bills, mas infelizmente deixaram escapar e agora deverão correr atrás de resultados.

Dallas Cowboys 31 @ 28 Minnesota Vikings

Em um dos jogos mais movimentados do segundo horário, os Cowboys foram um visitante difícil de engolir e acabaram derrotando os donos da casa, que mais uma vez tiveram uma atuação fraca na temporada.

Com alguns reforços na linha ofensiva e seu quarterback reserva de volta, a franquia texana deu a volta por cima e conseguiu agarrar a vitória no final da partida. Venceu quem foi mais eficiente e teve mais frieza para definir as jogadas. Os dois ataques fluíram bem, porém na hora da decisão os donos da casa não tiveram eficiência o bastante para virar novamente a partida, assim terminando com a derrota.

Cowboys news: Dallas overcomes Vikings in 31-28 stunner - Blogging The Boys
Os Cowboys venceram e afundaram ainda mais a temporada dos Vikings (Stephen Maturen/Getty Images)

Para os Cowboys essa vitória significa voltar a brigar por playoffs na divisão mais disputada (pelo nível baixo) da liga. Para os Vikings, é uma derrota que custa bastante nas suas pretensões de wild card e pode ser um duro golpe nas aspirações dessa temporada.

Green Bay Packers 31 @ 34 Indianapolis Colts

Que jogão nesse domingo. Duas equipes que estão na briga pelos Playoffs não decepcionaram e a vitória só foi decidida na prorrogação.

Os Packers iniciaram o jogo muito bem e conseguiram abrir uma vantagem de 28 a 14. Com esse placar no intervalo, a vitória de Green Bay parecia estar bem encaminhada.

Porém, Indianapolis surpreendeu muito. Viraram o jogo e abriram uma vantagem de um Field Goal de diferença. Com sete segundos faltando pro fim do jogo, os Packers ainda levaram a partida para a prorrogação, mas não adiantou muito.

No OT, Green Bay começou com a bola, mas Marquez Valdes-Scantling cometeu um fumble e cedeu a bola para os Colts já no campo ofensivo. Indianapolis fez o simples pra não se complicar e correu com a bola, e Rodrigo Blankenship chutou o Field Goal da vitória.

Redação Kickoff Brasil

Redação Kickoff Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: