Resumo semana #3 – Jogos de domingo à tarde

Esse texto foi produzido pelos redatores Alberto Torres, Davi Alves, Leandro Vaz, Rafael Giovanni e Renato Falcão.

Show de Russel Wilson, decepção de Arizona, o primeiro empate da temporada e muito mais! A rodada desse domingo a tarde teve muitos destaques e aqui você fica por dentro de tudo que rolou!

Houston Texans 21 @ 28 Pittsburgh Steelers

Após um susto no primeiro tempo, os Steelers retomaram as rédeas do jogo e conseguiram virar a partida, principalmente com ajuda da defesa. Forçando uma interceptação e 5 sacks, uma das melhores defesas da liga, senão a melhor, confirmou as previsões e não permitiu um jogo terrestre decente do Texans e nem conforto para Deshaun Watson.

Pelo lado ofensivo de Pittsburgh, destaque para o runningback James Conner, que somou 109 jardas e 1 touchdown. Mantendo um jogo aéreo seguro, os Steelers conseguiram ditar o tempo no jogo, com o Big Ben lançando para 2 touchdowns. Assim, os Steelers se mantém invictos em uma divisão complicada e os Texans caem mais uma vez, deixando então uma pergunta na cabeça dos torcedores: Até quando o time vai tolerar Bill O’Brien?

Cincinnati Bengals 23 @ 23 Philadelphia Eagles

Philadelphia Eagles vs Cincinnati Bengals in Philadelphia - UPI.com
O primeiro empate da temporada aconteceu entre Bengals e Eagles.

Em um jogo movimentado, onde os dois ataques não conseguiram aproveitar inúmeras oportunidades, o que prevaleceu foram as defesas, que protagonizaram o primeiro empate da temporada.

Ambos QB’s lançaram mais de 40 vezes, porém Wentz teve duas interceptações, enquanto Burrow lançou 2 TD’s e mais de 300 jardas. O destaque ficou para a defesa de Philadelphia, que conseguiu ter 8 sacks na partida. O placar ficou 23 a 23, mesmo após a prorrogação e o baixo aproveitamento dos times refletiu a irregularidade de ambos ataques. Um jogo que em muitas vezes, foi truncado e não agradável aos olhos. Entretanto, a emoção do final foi a cereja do jogo, que teve um resultado impactante, principalmente em corridas pela classificação para os playoffs de ambos times.

San Francisco 49ers 36 @ 9 New York Giants

Os 49ers não começaram o jogo bem e chutaram apenas field goals no primeiro quarto. Mas, quando o seu ataque (com muitos desfalques) se encontrou, não houve dificuldades e o time foi um verdadeiro rolo compressor tanto no ataque quanto a defesa. Os Giants nada tiveram a fazer a não ser adiar o inevitável. A disparidade entre as equipes foi muito grande durante o jogo e não é a toa que os Giants são uma das piores equipes na NFL.

SF 49ers vs. NY Giants: 3 X-factors for Kyle Shanahan in Week 3
Mesmo sem jogadores importantes, os Niners venceram sem sustos o fraco New York Giants.

A franquia californiana acaba seu tour por New York com atuações muito positivas, apesar das muitas lesões que aconteceram, após a derrota para Arizona na semana 1. Do lado Nova iorquino, é mais uma derrota para Joe Judge. A torcida não está muito feliz e já começaram as campanhas para a demissão do general manager Dave Gettleman. Desde sua chegada, os Giants só tem campanhas pífias e os donos já haviam alertado Gettleman que essa seria sua última chance. Parece que o o time terá que começar as entrevistas mais cedo do que o esperado.

Las Vegas Raiders 20 @ 36 New England Patriots

A defesa de New England fez um grande jogo forçando turnovers. Foram três turnovers dos Raiders, dois do seu quarterback Derek Carr e um para o running back Josh Jacobs. Enquanto isso, a linha ofensiva dos Patriots dominou o jogo – o time teve 162 jardas terrestres e dois touchdowns – além de um terceiro TD num passe de Cam Newton para Rex Burkhead, jogador que foi destaque na partida marcando três touchdowns.

Raiders sofre sua primeira derrota na temporada, porém ainda há muitos jogos ainda dentro da temporada e deve ser um dos times a continuar brigando por playoffs nessa AFC. Normalmente as vagas no wild card são muito disputadas e vejo os Raiders em condições de lutar por um lugar nos playoffs. New England vai brigar não só por vagas nos playoffs, mas também pela divisão, no qual é dono há muitos anos.

Tennessee Titans 31 @ 30 Minnesota Vikings

Titans video: Derrick Henry scores 2 TDs late in 3rd quarter, giving  Tennessee lead over Vikings
Derrick Henry, um dos principais responsávies pela vitória dos Titans sobre os Vikings(créditos da imagem  Christopher Denson/clutch points)

Apesar de um primeiro quarto pouco movimentado, com snap errado, punts e dois Field Goals, o jogo no início do segundo quarto pegou fogo. Com um 6 a 0 no placar, os Titans veem sua vantagem ir embora após um Touchdown corrido de Cook, que em seguida, depois de uma intercetação em um passe que ia para end zone por Harrison Smith, Cousins conseguiu fazer o que não fez nos primeiros jogos, encaixar bons passes. Do rookie Justin Jefferson até o veterano Adam Thielen, os Vikings avançaram com boas jogadas passadas, corridas com Cook fluindo e seguindo até uma ótima recepção de Thielen na EndZone fazendo 14×6.

Tennesse não conseguiu avançar muito no drive seguinte e fica com um Field Goal novamente, reduzindo a diferença para 5 pontos. Uma curiosa estatística sobre os dois primeiros quartos é a eficiência defensiva que evoluiu muito em Minnesota, podendo ser observado, por exemplo, no confronto contra o jogo terrestre de um dos principais RBs na liga, Derrick Henry, que teve 11 tentativas para apenas 45 jardas. Ainda assim, não foi o suficiente para garantir a primeira vitória da equipe na temporada.

A situação dos Titans é muito confortável, liderando a divisão e vendo seu principal concorrente ao título da mesma, Houston Texans, perdendo todos os jogos até aqui. Já os Vikings estão numa situação totalmente oposta. O time segue sem vencer e agora amarga a última posição na NFC Norte.

Washington Football Team 20 @ 34 Cleveland Browns

Cleveland sobrevive mais um dia. Após a lesão de Chase Young, o time de Washington não conseguiu mais forçar pressão em Baker Mayfield e não conseguiu segurar Nick Chubb, que jogou muito e somou 2 touchdowns para 108 jardas. Destaque para a defesa dos Browns que conseguiu 3 interceptações e 3 sacks, assim, parando completamente Dwayne Haskins e qualquer tentativa de virada de jogo. Vale destacar também o grande jogo de Myles Garret que teve 2 sacks.

Los Angeles Rams 32 @ 35 Buffalo Bills

Josh Allen comemora mais 1 TD na temporada (Créditos: Bill Wipert)

Que partida colossal, inimaginável. Em uma partida de ataques inspirados, viradas e jogadas incríveis, o Buffalo Bills defende seu mando de jogo e vence o LA Rams.

Os Rams foram imparáveis no segundo tempo, depois de marcarem 29 pontos em sequência quando estavam perdendo por 28-3. Parecia que o jogo seria marcado por essa virada incrível. O RB Darrell Henderson teve uma partida incrível, com 114 jardas terrestres (5,7 jardas médias por corrida) e 1 TD. Aaron Donald mostrou porque é o atual DPOY, com 2 sacks e 1 fumble forçado e recuperado.

Mas, Josh Allen não estava feliz com o resultado. O QB liderou o ataque na última campanha, que resultou em 1 TD e a vitória para os mandantes. Seus números na partida foram absolutamente sensacionais: 311 jardas aéreas, 4 TD’s aéreos e mais 1 TD corrido.

Com a vitória, os Bills vão a 3-0 e se mostram como uma das melhores equipes da AFC. Eles viajam para Las Vegas na próxima semana e enfrentam os Raiders no domingo à tarde. Os Rams sofrem a primeira derrota e ficarão de olho nos jogos dos seus rivais de divisão. Semana que vem eles enfrentam uma das piores equipes da NFL, os Giants, em casa.

Chicago Bears 30 @ 26 Atlanta Falcons

The Latest: Bears' Foles takes over for ineffective Trubisky
Nick Foles comandou a vitória dos Bears.

Com a partida sendo decidida por uma mudança crucial, os Bears vencem e abrem um recorde de 3-0 na temporada. A mudança feita foi a da posição de QB, onde Trubisky, após 22 passes tentados, foi trocado por Nick Foles, que mudou totalmente o rumo da conclusão do jogo.

Com 20 pontos no último período, ele comandou a virada, enquanto a defesa segurou os Falcons a 0 pontos no 4° período. O resultado foi 30 a 26, com a equipe de Chicago sendo uma das grandes surpresas desse início de temporada. Por outro lado, os Falcons, pela segunda rodada consecutiva, abrem mão de uma vitória, tomam a virada e o gosto da derrota não poderia ser mais azedo. Sem Julio Jones, conseguiram impor seu estilo de jogo nos primeiros quartos, porém, a inconsistência foi o fator que decretou o placar negativo.

Carolina Panthers 21 @ 16 Los Angeles Chargers

Os Panthers venceram seu primeiro jogo na temporada. Mesmo sem McCaffrey, Carolina foi a Los Angeles e derrotou os Chargers.

O ataque jogou o mais básico possível, um jogo sem erros. A defesa dos Panthers que garantiu a vitória, com a batalha dos turnovers sendo favorável (0-5). Foram 4 fumbles forçados e 1 INT do calouro Justin Herbert.

E são justamente esses erros que custaram a partida para o mandante. O ataque foi bem lançando a bola, com mais de 300 jardas aéreas. Porém, não dá para vencer uma partida sem cuidar bem da bola. A defesa dos Chargers apareceu quando necessário, já que o time teve uma chance de vencer na última campanha da partida (no último lance, era bem provável que o RB Austin Ekeler marcasse um TD caso o passe para trás de Keenan Allen fosse melhor). Carolina volta para casa e enfrentará um adversário da NFC na Semana 4, o Arizona Cardinals (2-1). Enquanto isso, os Chargers enfrentam outro time da NFC Sul, já que viajam para enfrentar o perigoso Tampa Bay Buccaneers (2-1).

New York Jets 7 @ 36 Indianapolis Colts

Que momento dos times que dividem o Metlife Stadium. Para não ficar para trás de seu colega de estádio, o NY Jets resolveu também passar vergonha hoje. Ao visitar o inconsistente Colts, o time de NY teve uma atuação patética.

Por um breve momento do primeiro quarto o jogo parecia tomar um rumo diferente. O ataque já tinha anotado um TD e vinha marchando no campo, onde já estava na redzone adversária. Mas uma interceptação de Sam Darnold mudou totalmente o destino do jogo. Depois disso, o time entrou em colapso total, Darnold lançou 2 pick six e sua defesa foi atropelada.

Para os mandantes, a partida foi um passeio. Aproveitando que os Jets se esforçaram muito para perder, Indy agradeceu e venceu o jogo. O ataque que vinha sendo inconsistente ao proteger a bola, não cometeu nenhum turnover. A defesa marcou 12 pontos, mais do que o ataque dos Jets.

Para a Semana 4, Gang Green (0-3) volta a seu estádio e enfrenta o lesionado Broncos (0-3). Os Colts (2-1) viajam e visitam os invictos Chicago Bears.

Dallas Cowboys 31 @ 38 Seattle Seahawks

Um grande jogo para fechar a tarde de domingo. Com grandes atuações dos dois QBs, essa partida prometeu e pagou as expectativas. Pelo lado de Seattle, Russel Wilson mais uma vez mostrou porque é o maior candidato a MVP da temporada. Com 315 jardas passadas para 5 touchdowns, Wilson liderou os Seahawks para mais uma vitória e garantiu a invencibilidade do time em uma das divisões mais difíceis da NFL, se não for a mais difícil.

Já pelo lado do time texano, os Cowboys, como previsto, não conseguiram estabelecer o jogo corrido. Contudo, Dak Prescott largou o braço e garantiu, a partir do jogo aéreo, que a partida ficasse competitiva. O QB de Dallas conseguiu lançar para 472 jardas e 3 touchdowns, entretanto, foi interceptado 2 vezes. Destaque para Tyler Lockett com 3 touchdowns e 100 jardas recebidas e para Michael Gallup com 138 jardas e 1 touchdowns.

Tampa Bay Buccaneers 28 @ 10 Denver Broncos

Buccaneers Home | Tampa Bay Buccaneers– Buccaneers.com
Defesa de Tampa Bay causando muita complicação para Driskel, em sua estreia na temporada (Créditos da imagem: www.buccaneers.com/)

Começando com uma notícia inédita e um fato inacreditável, finalmente Tom Brady não foi interceptado. O jogo correu como o roteiro, com Tampa Bay como a equipe favorita contra o Denver Broncos de Driskel em sua primeira partida essa temporada (substituindo Drew Lock lesionado no último jogo).

O time de Denver pouco criou e a defesa não conseguiu acompanhar a ofensiva rival. Durante os dois primeiros quartos, Brady resolveu distribuir o jogo, correndo com Ronald e Fournette, passando para diversos WRs e TEs (inclusive usando mais o Gronk no jogo, finalmente). Os Broncos não seguraram o ataque de Tampa Bay e Chris Godwin (numa maravilhosa jogada), Mike Evans e Lavonte David marcaram touchdowns.

Já Denver conseguiu um Field Goal e somente faltando 14 segundos pro fim do segundo quarto, com Tim Patrick recebendo um passe na ponta e correndo marcaram um TD. A defesa dos Buccs atuou tão bem que conseguiram 3 sacks, além de interceptar passe do time dos Broncos.

Nos quartos seguintes o jogo se deu bem morno, com um safety forçado pela defesa de Tampa, um Field Goal também deles e vários punts dos dois lados.

Agora Denver terá que dar continuidade em seus trabalhos e jogos, mostrando que, mesmo sem Drew Lock, podem render. E do lado dos Buccaneers, o time está melhorando ao longo dos jogos, com Brady se acostumando com Playbook e time novos, e a defesa continuando a mostrar que é sólida.

Detroit Lions 26 @ 30 Arizona Cardinals

Com uma chuva de erros de Kyler Murray, os Lions aproveitaram as brechas da partida e venceram os Cardinals por 26 a 23. Tendo uma partida muito consistente, o RB Adrian Peterson teve 22 corridas, com um total de 75 jardas. Porém, os pontos vieram por cima, onde Stafford, com maestria, orquestrou o placar para Detroit.

DeAndre Hopkins teve mais uma partida ótima. Mesmo perdendo, teve 10 recepções e 137 jardas, assumindo realmente o papel de principal alvo de Murray que, mesmo com as 3 interceptações, lançou 2 TD’s, para mais de 200 jardas. Outro destaque foi Kenyan Drake, que em 18 corridas teve 78 jardas terrestres.

Article Tags:
· ·
Article Categories:
Resumos · Reviews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: