Resumo Semana #7 – Jogos de domingo à tarde

Este texto foi escrito pelos redatores Alex Porto, Davi Alves, Leandro Vaz, Rafael Giovanni e Renato Falcão.

Essa tarde de domingo foi mais uma vez bem movimentada. Tivemos duelos apertados, outros nem tão equilibrados. Aaron Rodgers com mais uma atuação de gala, Brady lembrando os velhos tempos e a única invencibilidade mantida em Pittsburgh. Confira todos os detalhes a seguir!

Cleveland Browns 37 @ 34 Cincinnati Bengals

Mesmo com um touchdown dos Bengals no começo do jogo, a má fase dos times fez do início do jogo bem equilibrado. Os dois Qbs começaram a partida muito mal, demonstrando que ganharia quem errasse menos. Mayfield acertou 0 de 5 tentativas de passe e Burrow, além da interceptação, ainda cedeu a bola em uma jogada em que seria sackado, ia arremessar pra se livrar, mas a bola foi pro chão e os Browns aproveitaram pra pegar e retomar.

O jogo no segundo quarto deu uma melhorada. A defesa do Browns estava bem desde parte do primeiro período, só faltava o ataque também acompanhar o embalo. O ataque de Cleveland melhorou, mas não a ponto de passar na frente e virar o jogo. O segundo quarto acabou 17 a 10 para os Bengals, com ambos os times conseguindo encaixar algumas jogadas ofensivas, mesmo que aos poucos.

No terceiro quarto o controle do tempo foi o foco para os dois lados. Com a defesa bem e o ataque acordando, os Browns começaram a liderar por 24 a 20, graças a um touchdown do TE Njoku. Cincinnati só conseguiu um field goal de 3 pontos. O último quarto foi bem corrido e cheio de pontos. O jogo foi decidido com um passe para Td de Baker Mayfield para o calouro Donovan Peoples-Jones. Ainda deu tempo de uma Hail Mary dos Bengals, mas que deu errado.

Cleveland Browns v Cincinnati Bengals
Mayfield conseguiu fazer um ótimo jogo, após um início ruim (Andy Lyons/Getty Images)

Esse jogo mostrou que o franchise quaterback de Cleveland pode reagir sim. Ele que estava 0/5 no primeiro quarto, terminou o jogo com 22/28, e 5 TDs passados. Mas nem tudo são flores, no primeiro quarto o WR OBJr saiu do jogo machucado, mancando. Hoje foi noticiado que está fora da temporada. Já do lado de Cincinnati, o time mostrou que, pelo menos ofensivamente pode render.

Kansas City Chiefs 43 @ 16 Denver Broncos

Quando você olha no placar e vê que as equipes foram pro intervalo com 24 a 9 para os Chiefs, parece que o ataque destruiu os Broncos, e a defesa de Kansas segurou para field goals o ataque de Denver. Não foi bem assim. Na verdade, foi bem mais surpreendente. Dos TDs de Kansas, só um foi de jogada do time ofensivo, enquanto uma foi da defesa e outra dos Special Teams. Com a chegada de Bell, o running back novato, Helaire, decidiu mostrar que realmente merece ser titular, e fez um td corrido passando por vários jogadores da defesa aguentando pancadas.

Os quartos finais foram bem movimentados. Primeiro, Kansas conseguiu dois field goals. Segundo Drew Lock deu um susto nos fãs, depois de correr e deslizar sentiu a perna. Como tava faltando o passe do Mahomes pra TD, ele conseguiu ampliar com um arremesso pro Tyrek Hill ir até a End Zone. O RB de Denver, Gordon, ainda fez um TD corrido, mas a distância estava muito grande no placar, além do forte adversário.

Agora Kansas se mantém como líder de conferência, já Denver está como último, empatado com os Charges em uma situação muito complicada.

Pittsburgh Steelers 27 @ 24 Tennessee Titans

Defesa.Emoção.Invictos. Essas são as 3 palavras que podem melhor definir o confronto entre Pittsburgh Steleers e Tennesse Titans.

Pittsburgh Steelers linebackers Alex Highsmith (56) and T.J. Watt (90) celebrate after a 45-yard field goal attempt by Tennessee Titans kicker Stephen Gostkowski was no good in the final seconds of the fourth quarter in an NFL football game Sunday, Oct. 25, 2020, in Nashville, Tenn. The Steelers won 27-24. (AP Photo/Mark Zaleski)
Os Steelers são os únicos invictos na temporada (AP Photo/Mark Zaleski)

Defesa, porque mais uma vez, a muralha de aço se ergueu e não deixou Derrick Henry, o melhor jogador dos Titans, se libertar e correr livre com a bola. A unidade defensiva de Pittsburgh segurou o running back para 70 jardas em 20 carregadas e 1 touchdown na linha da endzone. Entretanto, é necessário parabenizar Aj Brown pela bela partida, em que o WR contribuiu com 153 jardas em 6 recepções e 1 touchdown. Entretanto, os Steelers mostraram mais uma vez que sua defesa, é a melhor da liga.

Emoção, porque os Titans, após uma interceptação aos 2 minutos e 40 segundos do 4º período, marcharam até a linha de 28 jardas de Pittsburgh e se ajeitaram para que o K Stephen Gostkowski chutasse um fiel goal de 45 jardas aos 19 segundos e empatasse o jogo. Contudo, após o chute, a bola pegou um efeito e foi muito para a direita, dando assim, a vitória para Pittsburgh.

Invictos, porque os Steelers estão 6-0 e são o único time invicto da liga. Esse time tem uma chance de Super Bowl.

Detroit Lions 23 @ 22 Atlanta Falcons

Muitas coisas são certas na vida. Eu não sei todas, mas uma coisa é certa: o Atlanta Falcons vai pipocar. Recebendo a bola com 3 minutos e 16 segundos do 4º quarto, os Falcons precisavam de um touchdown. Matt Ryan leva seu time até a linha de 10 jardas de Detroit restando 1 minuto e 12 segundos e aí as coisas começam a ficar interessantes.

Em uma 1&Goal, os Falcons correm com a bola pelo meio das trincheiras com Todd Gurley, que não jogou bem a partida. Ele avança, quebra tackles, e chega a linha de uma jarda completamente livre. Nesse momento, o mundo congelou por 1 segundo. Caso os Falcons fizessem o touchdown, isso daria tempo para que os Lions conseguissem marcar e virar o jogo.

Tj Hockenson fez o touchdown da vitória. (AP)

Nesse contexto, Gurley tenta se jogar na linha de uma jarda dos Lions, para que o cronômetro fosse gasto, assim impossibilitando um drive de touchdown para Detroit. Contudo, ao se jogar no chão, o running back infelizmente esticou seus braços e quebrou o plano da endzone, fazendo o touchdown.

Assim, com 1:04 no relógio, a dupla Matthew Sttaford e Kenny Golladay entrou em ação. Sttaford liderou o time até a linha de 11 jardas de Atlanta após um passe de 29 jardas para Golladay. Vale lembrar que os Lions não tinham timeouts e por isso, era necessário fazer spikes para que o cronômetro parasse. Assim, o último spike da partida é realizado faltando 3 segundos. Snap realizado, relógio zera, Sttaford sai da pressão, faz o scramble e encontra o TE Tj Hockenson livre na endzone para ganhar o jogo. Lions 23-22.

Tampa Bay Buccaneers 45 @ 20 Las Vegas Raiders

Em um dos jogos mais esperados do segundo horário deste domingo os Buccaneers (5-2) foram até a cidade do pecado enfrentar os Raiders (3-3) e não deram conta do adversário, aplicando uma surra do tio Tom na secundária do time da casa.

Os visitantes tomaram as rédeas do jogo no segundo período depois de alguns ajustes defensivos, principalmente na secundária. O time da Flórida não tomou conhecimento do time da casa e foi para o intervalo vencendo por duas posses de bola. Na segunda etapa, os Raiders voltaram um pouco melhores na defesa, se colocando novamente no jogo. Porém, durou pouco e no último quarto os visitantes fecharam uma grande atuação contra um time postulante a playoffs, confirmando seu favoritismo na NFC sul.

Derek Carr não teve um grande jogo, em muitas situações foi pressionado e acabou cedendo a pressão. Outro setor que não teve uma boa partida foi jogo terrestre, sendo contido diversas vezes e produzindo apenas 74 jardas combinadas. A defesa de Tampa foi senhora do jogo, dominando em todos os aspectos, pressionando, contendo o jogo aéreo e forçando turnovers.

Para o time da casa resta continuar lutando por uma vaga nos playoffs, via wild card. Ainda é um time que tem grandes qualidades, principalmente seu jogo terrestre e as chamadas criativas de Jon Gruden. Para os visitantes a moral continua em alta com mais uma vitória que os coloca como líderes da NFC sul, um jogo a frente dos Saints.

San Francisco 49ers 33 @ 6 New England Patriots

Na surra da semana, os 49ers passearam em cima dos Patriots numa tarde pouco inspiradora do time de Foxborough.

Cam Newton struggles are putting his job security in danger
Cam Newton fez sua pior partida em New England (USA Today)

Os 49ers dominaram as ações desde o primeiro quarto, construindo sua vantagem pouco a pouco. Enquanto isso, o ataque do time da casa estava numa tarde terrível, não ameaçando a defesa da franquia californiana em nenhum momento. A defesa até que tentou segurar o dinâmico ataque adversário, porém as chamadas criativas de Kyle Shanahan, principalmente no jogo terrestre controlando o relógio (quase 40 minutos de posse de bola) e os passes curtos trucidaram as chances de qualquer reação do time da casa. Cam Newton recebeu um “descanso” no último quarto após um jogo ruim, foram 3 interceptações e nenhum passe para touchdown, além das míseras 98 jardas aéreas.

Para os Patriots, o que resta é juntar os cacos e voltar na semana que vem com outra atitude (é o pior começo de temporada da franquia desde o começo dos anos 2000). Afinal, o jogo de hoje mostrou que eles não estão preparados para jogar os grandes jogos. Para os niners fica mais uma vitória nesse momento turbulento, cheio de lesões importantes.

Jacksonville Jaguars 29 @ 39 Los Angeles Chargers

Justin Herbert quarterback do Los Angeles Chargers.
Justin Herbert comanda os Chargers em sua primeira vitória. (Créditos: Gavino Borquez)

Após mais uma boa partida do novato Justin Herbert, os Chargers vencem a primeira com seu novo quarterback. Os primeiros 16 pontos da partida foram marcados pela equipe de Los Angeles, que parecia ter o jogo sob controle. Porém, liderados por Garner Minshew, os Jaguars marcaram os próximos 21 pontos e viraram a partida depois de um TD de punt bloqueado.

Após duas trocas de liderança, os Chargers empataram com um touchdown recebido de Jalen Guyton, e na campanha seguinte marcaram o touchdown que selaria a partida. Ainda no último quarto, LA marcou um field goal e encerrou a partida com o placar de 39 x 29. Agora Jacksonville (1-6) descansa, enquanto Los Angeles (2-4) enfrenta os Broncos em um duelo divisional.

Dallas Cowboys 3 @ 25 Washington Football Team

Defesa de Washington para corredor do Dallas Cowboys.
Dallas não passa dos 3 pontos em péssima atuação. (Créditos: Patrik Walker)

Em jogo tranquilo, a equipe de Washington saiu vitoriosa do duelo divisional. Após uma grande primeira campanha, Washington teve um turnover on downs na linha de 2 jardas, mas conseguiu pontuar com um safety depois da devolução. Novamente com a bola, a equipe marcou um touchdown e abriu a diferença para 9 pontos. No drive seguinte, os Cowboys marcaram um field goal e este seria sua única pontuação na partida. Ainda no primeiro tempo, o Football Team marcou mais dois touchdowns e interceptou Andy Dalton na campanha derradeira do quarto: 22×3.

Já no segundo tempo, o quarterback de Dallas sofreu uma concussão e foi substituído pelo novato Ben DiNucci, que não fez boa partida. Washington ainda marcou mais um field goal no último quarto e a partida se encerrou com o placar de 25×3. Agora Dallas (2-5) enfrenta os Eagles no próximo SNF enquanto Washington (2-5) tem sua semana de descanso.

Buffalo Bills 18 @ 10 New York Jets

Buffalo Bills: Position grades from Week 1 against the New York Jets
Os Bills tiveram dificuldades para vencer os Jets (Photo by Timothy T Ludwig/Getty Images)

Em uma partida que começou lenta para os Bills, eles conseguiram reverter o começo ruim que tiveram e saíram com a vitória por 18 a 10. O time não conseguiu penetrar a defesa de New York e só pontuou através de field goals. Josh Allen lançou para mais de 300 jardas, porém sem muita produção.

Já pelos Jets, o placar estagnou no segundo quarto onde estavam liderando por 10 pontos, e desde então não conseguiram ser prolíficos no ataque. A defesa conseguiu ser sólida em alguns instantes, contudo, o ataque explosivo de Buffalo falou mais alto e saiu com o resultado positivo.

Carolina Panthers 24 @ 27 New Orleans Saints

Em confronto equilibrado e decidido praticamente por um field goal perdido de 65 jardas, o time de New Orleans conseguiu ser regular nos dois lados do campo e saiu com uma vitória importante para a classificação na divisão.

Drew Brees mais uma vez sem todo o arsenal disponível, conseguiu 287 jardas e um rating de 118.4, para 2 TD’s. Alvin Kamara novamente foi o jogador mais acionado pelo QB, com 22 toques na bola (8 recepções e 14 corridas). O time soma agora 4 vitórias e coloca uma sequência importante para o ritmo da equipe.

Por Carolina, Bridgewater enfrentando seu ex time, teve uma ótima partida, porém ficou a mercê de uma jogada que entraria para a história da NFL. Se o time convertesse o FG no final da partida, para empatar em 27 a 27, teria sido de 65 jardas, maior marca na história. Entretanto, o final não foi esse e os Saints só administraram o relógio a partir dali.

Green Bay Packers 35 @ 20 Houston Texans

Green Bay Packers at Texans: Instant Takeaways & Highlights from Big Win
Devante Adams fez uma partida espetacular (Photo by Logan Riely/Getty Images)

Em um jogo onde a conexão entre Aaron Rodgers e o WR DeVante Adams estava mais afiada do que nunca, os Packers dominaram o adversário do início ao fim, que nada conseguiu fazer contra a defesa de Green Bay.

Sofrendo na linha ofensiva mais uma temporada, os Texans patinaram para fazer 20 pontos no placar. Deshaun Watson teve mais uma partida produtiva, com mais de 300 jardas e 2 TD’s, entretanto a defesa vem sofrendo bastante contra ataques bem sincronizados. Aaron Rodgers terminou com 4 TD’s lançados e um rating de 132.4.

Jamal Williams, bastante acionado, anotou seu TD para equilibrar as jogadas de GB, o que aniquilou o placar e deixou o time mais confortável na partida. Os Texans agora somam 6 derrotas em 7 semanas. Enquanto os Packers possuem 5 vitórias e uma derrota.

Redação Kickoff Brasil

Redação Kickoff Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: