Resumos Semana #8 – Jogos de domingo à tarde

Este texto foi escrito pelos redatores Leandro Vaz, Rafael Giovanni, Renato Falcão, Rhuan Firmino e Tauany Rodrigues.

A tarde do domingo da NFL teve muitas surpresas! Alguns jogos bem emocionantes, outros nem tanto. Fique por dentro do que aconteceu de mais importante no nosso resumo!

Pittsburgh Steelers 28 @ 24 Baltimore Ravens

Uma palavra para esse jogo: emoção. No superclássico da AFC North, venceu o invicto. O Pittsburgh Steelers continua sem perder nesta temporada após a vitória por 28-24 em cima do Baltimore Ravens.

O jogo em si foi uma montanha-russa de emoções. Os Ravens abriram uma vantagem de duas posses no halftime. A melhor defesa contra a corrida da NFL não encontrava meios para conter o jogo corrido de Baltimore. É possível dizer que isso aconteceu, pois no primeiro tempo, o ataque dos Steelers foi muito ineficiente e não conseguia fazer campanhas produtivas contra uma ótima defesa dos Ravens.

Contudo, após o halftime, a situação mudou. A unidade defensiva dos Steelers achou um bom ritmo e conseguiu fazer boas paradas no ataque dos Ravens. No geral, forçou uma pick six para Lamar Jackson, duas interceptações, 4 sacks, 2 fumbles e um rating de 65.8 para o Qb.

Para Pittsburgh, o ataque somente achou ritmo no 2º tempo. Destaque para Juju Smith Schuster que teve ótimas recepções em momentos cruciais para o time.

Assim, após duas quartas descidas não covertidas, a muralha de aço preta e amarela segue forte e principalmente, invicta.

Minkah Fitzpatrick foi o responsável pela jogada defensiva que decidiu o jogo — Foto: Tommy Gilligan-USA TODAY Sports
Minkah Fitzpatrick foi o responsável pela vitória no clássico da NFL. (USA Today)

Los Angeles Rams 17 @ 28 Miami Dolphins

Como dito, a interessante defesa de Miami, ganhou o jogo para o time. A unidade defensiva causou um terror para Jared Goff hoje. O Qb teve 2 interceptações e 2 fumbles, sendo 1 desses retornado para touchdown. Além disso, teve um rating de 65.9.

Entretanto, o destaque da partida era a estreia de Tua Tagovailoa como Qb titular. Um jogo seguro e esperado para o calouro. 93 jardas, 1 touchdown. Aaron Donald deu as boas vindas ao produto de Alabama, garantindo 1 sack e 1 fumble.

Esse jogo foi importante pois mostrou que Goff tem problemas de noção no pocket e atrasou o Rams para uma corrida na pós temporada. E mostrou também que os Dolphins podem ser competitivos com Tua de quarterback e com a defesa jogando bem. E por fim, é possível dizer que Miami pode pensar em uma pós temporada?

miami Dolphins
A defesa de Miami foi a protagonista na vitória desse domingo. (Miami Dolphins)

New York Jets 9 @ 35 Kansas City Chiefs

Nesse jogo, era necessário que os Chiefs fizessem uma demonstração de força. Dito e feito.

Patrick Mahomes e sua unidade ofensiva dominaram o New York Jets. O Qb lançou para 416 jardas e 5 touchdowns com um rating de 144.5. Além disso, Travis Kelce teve 108 jardas recebidas e 1 touchdown, Tyreek Hill teve 98 jardas e 2 touchdowns. Destaque para o Wr Mecole Hardman, que supriu a ausência de Sammy Watkins e contribuiu com 96 jardas e 1 touchdown.

Para os Jets, nada mais do que o esperado. Um ataque sem explosão e jogadores necessários para mover as correntes segue sendo comandado por Adam Gase que, até o momento, continua empregado. Uma mudança drástica é necessária para mudar a cultura dos Jets. Porque se a situação continuar do jeito que está, uma temporada sem vitórias não seria uma surpresa.

items.[0].image.alt
O ataque dos Chiefs mais uma vez mostrou sua força. (AP)

Minnesota Vikings 28 @ 22 Green Bay Packers

Feroz. Essa é a palavra que define o jogo que Dalvin Cook fez nesse domingo. Contra os favoritos Green Bay Packers, o RB de Minnesota simplesmente carregou o time com 220 jardas totais e 4 Touchdowns. O descanso da semana passada fez muito bem para Cook, pois a defesa adversária não conseguiu pará-lo em momento algum.

Aaron Rodgers, contudo, fez um bom jogo, com 290 jardas passadas e 3 Touchdowns. Mas ao contrário da semana 1, a defesa dos Vikings conseguiu pará-lo em momentos cruciais, sendo o clímax a última bola em que Rodgers tentou uma Hail Mary para a vitória, mas foi atrapalhado pela defesa e o passe se tornou fumble.

Pode parecer uma zebra devido as campanhas que as equipes faziam até então na temporada, mas se tratando de duelo divisional, ainda mais um clássico, tudo pode acontecer sempre.

Indianapolis Colts 41 @ 21 Detroit Lions

Um jogo divertido enquanto foi competitivo e também quando passou a ser de domínio da defesa dos Colts.

Mesmo com os Detroit Lions saindo na frente do placar, Indianapolis foi pro intervalo com 20×7 no placar, e na segunda etapa o QB Matthew Stafford sofreu, indo ao chão 5 vezes e sofrendo uma pick-six. Mesmo assim, o camisa 9 teve uma atuação regular com 3 passes para Touchdown.

Phillip Rivers por sua vez, guiou os Colts com 260 jardas passadas e 3 TDs. O experiente Qb foi bem seguro e os Colts conseguiram uma vitória muito importante para a sequência da temporada.

Las Vegas Raiders 16 @ 6 Cleveland Browns

Como no script, os Raiders ganharam com vantagem, sobre o inconstante Browns. O ataque de Cleveland foi um destaque muito negativo, e dando continuidade a inconstância, o time marcou só seis pontos, sendo dois field goals. O time tem muito potencial, mas há algumas temporadas se mantém em um limbo grande de derrotas, sendo o início dessa temporada uma grata surpresa. Já os Raiders não tiveram tanta dificuldade pra marcar. Josh Jacobs foi o destaque ofensivo de Las Vegas. Agora a situação dos Browns está se complicando, com um 5-3, e os Raiders crescem e estão em um 4-3, e mantendo o sonho dos playoffs vivo.

Tennessee Titans 20 @ 31 Cincinnati Bengals

Uma zebra passeou pelas terras de Cincinnati. O primeiro touchdown demorou pra acontecer. Foi só no início do segundo quarto, com uma corrida de Cincinnati, que já tinha aberto o placar com um field goal. Depois do primeiro, o placar só aumentou e depois da demora chegou num final de 31 a 20 pra os Bengals. Mesmo com o placar alto no final, o terceiro quarto também passou em branco totalmente zerado. De resto Tannehill passou para 233 jardas, Derrick Henry correu para 112, Burrow conseguiu passar para 249 jardas e Davis conseguiu receber para 128 jardas. Cincinnati num geral ganhou pelo ataque que funcionou melhor e assim ter sua segunda vitória, enquanto isso os Titans já tem 5, mas acumularam agora a segunda derrota e tem que mostrar reação no restante da temporada.

New England Patriots 21 @ 24 Buffalo Bills

Diferente do que todos imaginavam para essa partida, o jogo entre Bills e Patriots foi surpreendentemente bom. Mas o começo não nos mostrou isso.

Nas primeiras movimentações da partida, nada muito do que era esperado para a partida. O ataque dos Patriots simplesmente não funcionava. Contava com grandes desfalques como Julian Edelman, é verdade. Mas o ataque não conseguia avançar. Por outro lado, os Bills conseguiam caminhar com seu ataque no campo, e anotaram um TD corrido com Zach Moss para abrir o placar.

Parecia que seria mais uma tarde onde o jogo corrido dominaria a defesa dos Patriots e que seu ataque seria anulado pelo adversário. Mas o ataque de New England consegiu avançar pelo campo e anotar dois field goals. As defesas apareceram limitando os ataques, com a defesa dos Patriots interceptando Josh Allen.

Zach Moss (BIlls) corre com ajuda de companheiros para a endzone
Jogo corrido dominou a partida. (Créditos: Instagram Buffalo Bills)

Allen que não brilhou como vinha brilhando nas primeiras semanas. Se antes ele tinha seu nome associado à briga pelo premio de MVP, agora ele lembra mais o quarterback da temporada passada – apesar de não ter feito uma partida ruim e ter até corrido para um touchdown.

O segundo tempo trouxe um pouco mais de qualidade para o jogo. As defesas não conseguiam parar os ataques corridos. Os Bills abriram o terceiro período colocando um TD no placar, e os Patriots não conseguiram responder. Mas a defesa novamente forçou um punt. Com isso, Cam Newton voltou para o campo, e o ataque anotou um TD com conversão de dois pontos para empatar a partida. A partir daí, os times se revezaram nas pontuações.

running backs dos Patriots comemoram pontuação
Os runnng backs de New England mantiveram o time vivo durante a partida (Crédito: Instagram New England Patriots)

Os Patriots forçaram um field goal dos Bills, e, estavam na beira da endzone com menos de um minuto no relógio para no mínimo empatar a partida quando Newton sofreu um fumble numa corrida. Fim de jogo e vitória dos Bills.

Los Angeles Chargers 30 @ 31 Denver Broncos

Da forma como o jogo começou, era impensável que ele ia terminar de uma forma emocionante. Principalmente para os torcedores dos Broncos.

No início do jogo, o quarterback calouro dos Charges, Justin Herbert, foi interceptado, o que deu uma boa posição de campo para Drew Lock e o ataque dos Broncos que anotaram apenas o field goal. E essa pontuação foi a unica da partida até aproximadamente os últimos quatro minutos do quarto. Só aí os Chargers conseguiram colocar pontos no placar. Em dois minutos, já tinha anotado dois touchdowns e ia para os vestiários com uma vantagem de 14 a 3.

Jogadores do Denver Broncos comemoram pontuação
Jogadores dos Broncos comemoram primeiro touchdown de KJ Hamler na temporada. (Crédito: Instagram Denver Broncos)

E na volta do intervalo essa diferença só aumentou. A defesa dos Chargers pressionava Lock e impedia o jogo corrido de avançar, e por outro lado, o ataque dos Chargers parecia impáravel, principalmente os running backs. Tudo apontava para uma vitória tranquila dos Chargers. Mas tudo mudou após Justin Herbert não aproveitar a interceptação em Drew Lock e lançar uma na endzone. Daí pra frente, o ataque dos Broncos dominou, com a melhora do seu quarterback, buscou o placar e graças a uma interferência defensiva, anotou o TD da vitória no último minuto.

San Francisco 49ers 27 @ 37 Seattle Seahawks

Em um dos jogos mais esperados do domingo os Seahawks levaram a melhor em cima dos 49ers, com mais um grandíssimo jogo de Russell Wilson, passando para quatro touchdowns na partida e vencendo em casa um rival de divisão.

O time da casa dominou por completo todo o jogo, sua linha defensiva foi a grande chave para vitória pressionando demais os quarterbacks adversários (sim, você não leu errado: os niners colocaram Nick Mullens novamente na partida devido ao agravamento da lesão no tornozelo do Jimmy Garoppolo). Os visitantes só tiveram chances de marcar no último quarto, mas aí a surra já tinha acontecido.

Detalhe curioso do confronto é que na era Russell Wilson, contra os 49ers, são 14 vitórias e apenas 4 derrotas com ele no comando desse ataque. aOs Seahawks continuam brigando pela conquista da NFC (pela folga na primeira semana dos playoffs) enquanto os 49ers continuam sua série duríssima de jogos que só terminará depois da semana 13. Enquanto isso o time empilha lesões em todas as partes do campo.

New Orleans Saints 26 @ 23 Chicago Bears

Em um dos jogos mais equilibrados dessa semana 8 os Saints levaram a melhor sobre os Bears na prorrogação num jogo a lá Rocky Balboa, onde os times se alternaram bastante durante a partida, além do nosso Cairo Santos sendo fundamental para a equipe da casa.

O duelo foi muito interessante, pois a defesa do time da casa pressionou muito o time adversário e até forçou fumbles (não recuperados pela defesa), o que não foi suficiente para manter o ataque adversário fora do jogo. Do outro lado, a linha ofensiva do time da casa mais uma vez foi bem mal na proteção ao Nick Foles que sofreu muitos sacks incluindo um deles na prorrogação que culminou na última tentativa de vencer a partida pelo lado dos Bears.

Redação Kickoff Brasil

Redação Kickoff Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: