Seahawks derrotam Eagles no Monday Night Football

Como já era esperado, o Philadelphia Eagles não conseguiu vencer o Seattle Seahawks mesmo jogando em casa. Mas esse jogo evidenciou muitos problemas e algumas boas notícias para os torcedores de ambos times.

O JOGO

A partida começou bem morna. Os Eagles demoraram para conseguir conquistar um first down. Após o quinto 3&out, os Eagles finalmente conseguiram avançar em campo, já no segundo quarto do jogo. A essa altura, os Seahawks já havia chegado em posição de pontução duas vezes, mas saído de campo com dois turnover on downs. Mas, quando os Eagles conseguiram anotar o seu TD, Seattle já estava na frente no placar, com um TD anotado por David Moore e outro anotado por Chris Carson, em bela corrida de 16 jardas.

DIFICULDADE DE SEATTLE

Russell Wilson vem tendo problemas durante as últimas semanas da temporada. Mas, contra os Eagles, se esperava ver o ataque avassalador das primeiras semanas, dada a fragilidade do adversário. Mas, não foi isso que vimos em campo.

Chris Carson (Seahawks) arrasta defesa dos Eagles até a endzone
Chris Carson e suas mochilas (Créditos: Getty Images)

Mesmo liderando o placar, Seattle não conseguia dominar a partida. Isso porque a defesa de Philadelphia jogou muito bem. Já no primeiro drive do segundo tempo, a defesa dos donos da casa forçam os Seahawks a um 3&out. E na sequência, Philly consegue anotar um field goal para se aproximar no placar e deixar a partida mais interessante.

Na volta de Wilson ao campo, o que vemos é um ataque que até consegue correr bem com a bola, mas não o suficiente para ajudar o play action. A linha ofensiva permite muita pressão em Wilson – que dessa vez não consegue resolver com as pernas. O time até avança no campo, mas é parado na linha de 29 jardas e chuta um field goal, ampliando a liderança

CARSON WENTZ QUEBRADO

Wentz não é mais o mesmo. Quantas vezes já vimos essa afirmação por ai. Mas, o desempenho de Wentz vai além disso. De um jogador que era candidato a MVP da liga em 2017, Wentz se tornou irreconhecível. Sua linha ofensiva não ajuda – é bem verdade, mas muito do insucesso dos Eagles até aqui pode ser creditado na conta do seu qb.

Carson Wentz (Eagles) leva um sack
A vida do Carson Wentz não anda nada fácil (Créditos: Associated Press)

Nas jogadas seguintes, Philadelphia se limita a um turnover on downs e a uma interceptação de Wentz. Nessa partida foi perceptível como o camisa 11 está mal. A linha ofensiva permite muita pressão, mas outrora, Wentz resolveria com as pernas – coisa que não consegue mais fazer. Nesse jogo especificamente, ele até conseguiu correr em algumas situações, mas vem se tornando cada vez mais raro essas corridas de Wentz. Se a OL não dá tempo suficiente, Wentz precisa se livrar rápido da bola. Passes curtos, leituras rápidas. Mas isso não acontece mais.

E, pra “ajudar” um pouco mais o jogador, as chamadas de ataque são terríveis. A coaching staff não ajuda a potencializar Wentz e muito menos a lidar melhor com as adversidades.

Além disso, o corpo de recebedores dos Eagles, é um dos mais questionáveis da liga. Mesmo com Jalen Reagor sendo draftado esse ano, o calouro que é muito talentoso, jogou pouquíssimas partidas em razão das lesões.

DEFESAS SÃO AS BOAS NOTÍCIAS

Seattle venceu o jogo anotando mais dois field goals. Não foi a atução ofensiva mais empolgante dos comandados de Pete Caroll. Mas, foi assim, muito pelo trabalho da defesa de Philadelphia. E essa é a boa notícia para os torcedores dos Eagles.

A defesa conseguiu pressionar Wilson, marcou bem os recebedores (exceto DK Metcalf, mas nem tudo é perfeito), e limitou Russell Wilson em situações de touchdown, forçando dois turnover on downs no começo da partida.

Do outro lado, a defesa conseguiu também pressionar Wentz e não dar espaço para que ele resolvesse correndo. Os recebedores estavam bem cobertos na maior parte do tempo. Foi um jogo seguro da defesa de Seattle, o segundo em sequência.

O jogo terminou com boas notícias para ambas equipes, mas também preocupações. O que não muda em Seattle é que DK Metcalf segue punindo cada time que o deixou passar no draft, para selecionar outro recebedor.

NÚMEROS DO JOGO

PHILADELPHIA EAGLES

Carson Wentz: 25/54, 215 jds, 2 TDs, INT, 42 jds corridas.

Dallas Goedert: 7 rec, 75 jds, TD

Miles Sanders: 6 corridas, 15 jds.

SEATTLE SEAHAWKS

Russell Wilson: 22/31, 230 jds, TD

Chris Carson: 8 corridas, 41 jds, TD

DK Metcalf: 10 rec, 177 jds.

Tauany Rodrigues

Tauany Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: