Dinastias da NFL- A Grande Cortina de Aço

Na década de 70, o Pittsburgh Steelers conseguiu formar muito provavelmente a melhor defesa de todos os tempos da NFL. Essa linha defensiva composta por grandes nomes como Joe Greene, L.C Greenwood, Dwight White e Ernie Holmes, aterrorizou Qb’s adversários durante anos. Além disso, essa unidade defensiva contava com Jack Lambert e Mel Blount. Os Steelers viriam a ganhar 4 Super Bowls em 6 anos, sendo formada, então, uma das maiores dinastias da NFL.

Porém, não é justo comentar somente os nomes dos jogadores, é necessário comentar seus feitos.

Começando a temporada 1-4, os Steelers viriam a perder seu quarterback Terry Bradshaw, e a partir disso a defesa tomou conta dos jogos. Nos 9 jogos seguintes, a unidade não permitiu nenhum touchdown em 8; e em 5 desses jogos, eles não permitiram ponto nenhum. Ao todo desses nove jogos, os times adversários só anotaram 2 touchdowns e 5 field goals, tendo em média 3.1 pts por partida.

Mais importante do que seus feitos na temporada regular, foram seus feitos no Super Bowl. Joe Greene foi o primeiro jogador em um Super Bowl a ter uma interceptação, um fumble recuperado e um forçado. L.C Greenwood teve 4 sacks contra Roger Staubach no Super Bowl X. Por fim, Dwight White obteve o primeiro safety na história contra os Vikings. Vale lembrar que White tinha acabado de sair do hospital para ir ao jogo.

A Steel Curtain foi uma das maiores unidades da história. É possível ver isso quando 4 dos seus 11 jogadores estão no Hall da Fama da NFL. E muitos estão eternizados na história do Pittsburgh Steelers.

Em sequência: White, Holmes, Greenwood e Greene.
Renato Falcão

Renato Falcão

Faço Relações Internacionais e sou do Rio de Janeiro. Além disso sou torcedor do Pittsburgh Steelers e só pra lembrar: Big Ben é ELITE!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: