Rams dominam Patriots do início ao fim no TNF

Foi um atropelo. Dá para trazer a expressão muito utilizada no outro futebol de que New England não viu a cor da bola. E foi o que aconteceu no SoFi Stadium: Um massacre dos Rams.

O JOGO

A partida já começou com a equipe de Los Angeles avassaladora pra cima dos Patriots. Em apenas seis jogadas, o ataque dos Rams avança rápido, graças a uma grande corrida de Cam Akers que termina com um touchdown de uma jarda de Jared Goff. Era uma amostra de como seria a noite para a defesa dos Patriots.

Cam Akers (Rams) correndo com a bola
O jogo corrido acabou com a defesa de New England: (Créditos: Kirby Lee/USA Today Sports)

Cam Newton em campo, mas o ataque dos Pats nada faz. Três jogadas e punt. Era a vez dos Rams novamente.

A conhecida fragilidade da unidade defensiva de New England contra o jogo corrido, começa a ser explorada por Sean McVay. O calouro Cam Akers é muito acionado na campanha e consegue boas corridas, o que ajuda Jared Goff a completar alguns poucos passes durante o drive.

Nesse ritmo, com o jogo corrido passando fácil pela defesa dos Patriots, os Rams anotam mais uma pontuação: field goal de 35 jardas para abrir 10 a 0 no placar.

O ATAQUE INEXISTENTE

O ataque de New England simplesmente não conseguia avançar em campo. Isso porque o jogo corrido mal conseguia passar da linha de scrimmage e Cam Newton não conseguia completar os passes para seus recebedores.

Na volta ao campo do ataque dos Rams, um suspiro de alívio para New England: Goff lança uma pick six. Seria a pontuação para botar fogo no jogo e acordar os comandados de Bill Belichick – que não conseguiam produzir nada dos dois lados da bola.

Cam Newton (Patriots)
Cam Newton em mais uma noite para esquecer (Créditos:Harry How/Getty Images)

Mas, o que era uma pick six a favor dos Patriots, virou uma pick six dos Rams. Isso porque os juízes revisaram a jogada de interceptação de Goff e marcaram um down by contact do jogador dos Patriots. Na sequência, Cam Newton lança uma interceptação retornada para touchdown.

Essa jogada foi o ponto chave da partida. Os Patriots não estavam conseguindo avançar, e, quando o ataque adversário deu uma chance, nada feito.

RITMO DE GARBAGE TIME

A partir da interceptação, os Patriots pouco fizeram. Não apresentaram muitas armas para mudar o panorama do jogo.

O ataque terrestre dos Patriots não conseguia brilhar como vinha acontecendo nas semanas anteriores. Méritos da defesa dos Rams que conseguia segurar as corridas.

Cam Newton teve mais uma partida para se esquecer. Foram apenas 9 passes completados, uma interceptação retornada para touchdown e não conseguia resolver com as pernas.

A defesa, não parou o jogo corrido. Mérito para os bloqueadores de Los Angeles que ajudaram muito abrindo espaço para que os running backs avançassem em campo.

Defesa dos Rams
The Los Angeles Rams celebra noite de mais uma boa atuação. (Créditos: Alex Gallardo/Associated Press)

Com isso, os Rams administraram a partida. New England ainda conseguiu um field goal para tirar o zero do placar, mas não conseguiu produzir muito mais que isso.

E teria sido assim mesmo que o jogo durasse até hoje. A impressão que ficou é que os Patriots não tinham força para parar o ataque terrestre de Los Angeles, e que seu ataque – aéreo ou terrestre – não conseguiria superar a forte defesa dos Rams.

A derrota faz com que os comandados de Bill Belichick fiquem distante da dos playoffs. Isso porque, uma vitória contra Los Angeles era fundamental para se manter na briga para estar na pós temporada.

Já os Rams se colocam como destaque na temporada. Jogando de forma consistente, diminuindo os turnovers e com uma das defesas mais fortes da liga, os comandados de Sean McVay estão mais vivos do que nunca na briga pelo Super Bowl.

Tauany Rodrigues

Tauany Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: