Teremos final da Conferência Nacional!

É hora de decisão! O Green Bay Packers recebe o Tampa Bay Buccaneers no NFC Championship! Confira abaixo tudo sobre essa partida que promete ser uma das melhores da temporada. 

O visitante 

Parece que o investimento de Tampa para trazer Tom Brady deu certo. Aliás, Tampa Bay e Tom Brady tem as mesmas iniciais, não tinha como dar errado. O quarterback veterano, logo em seu primeiro ano na equipe nova já a levou para uma final de conferência. 

O caminho até a final não foi nada simples. Foram dois jogos longe de seus domínios, enfrentando a forte defesa de Washington (e o inesperado Taylor Heinicke) e um dos grandes favoritos da conferência, o New Orleans Saints. 

A vitória no Divisional Round contra um rival de divisão foi impressionante. Durante a temporada, os Saints venceram os dois duelos e eram amplos favoritos. Nada disso foi importante, pois a defesa dos Bucs colocou Drew Brees no bolso e resolveu a partida. 

E é na ascensão dessa unidade que os torcedores colocam suas esperanças. Tampa enfrentou os Packers durante a temporada regular, no pior jogo que Aaron Rodgers teve no ano. Foram 2 interceptações de Rodgers, além do ataque parecer irreconhecível. Nessa partida, Ronald Jones atropelou a defesa de Green Bay e foi essencial para o resultado. 

Porém, é difícil esperar que aquelas atuações podem se repetir. Green Bay foi talvez o time mais consistente da NFL e tem um retrospecto assustador quando joga em casa. O HC Matt LaFleur já está em sua segunda final de conferência e provavelmente vai corrigir os diversos erros que ocorreram com seu time no primeiro confronto. 

Para Tampa, tudo precisa funcionar perfeitamente. O ataque terá a baixa de Antonio Brown, que sofreu uma lesão na última partida e está fora do jogo. O ataque aéreo ainda assim é poderosíssimo, visto que Brady ainda terá recebedores de elite para receber seus passes (talvez, assim, ele não precisará arremessar e pegar os próprios passes). A unidade ofensiva funciona muito melhor quando o jogo terrestre vai bem, o que vimos contra os Saints. 

A dupla Jones e Fournette alternou muito bem a carga de corridas, talvez porque Jones não esteja 100% por conta de alguma lesão. Com certeza o calouro vai querer dar seu máximo nessa partida e repetir a atuação que teve na temporada regular, para deixar seu time mais próximo dos playoffs. 

Shaquill Barrett e a linha defensiva terá um grande desafio. (Créditos: Tampa Bay Buccaneers) 

Para ter sucesso, a defesa de Tampa precisa pressionar Rodgers. O grande obstáculo é a linha ofensiva dos Packers, que é uma das melhores da liga na temporada. Outro ponto é limitar o impacto do jogo terrestre, para que o ataque fique unidimensional e um pouco mais fácil de marcar. 

O mandante 

Davante Adams vem em uma temporada histórica. (Créditos: Corey Wilson/ packers.com) 

Green Bay espera por esse jogo há muito tempo. Final de conferência, Aaron Rodgers e Lambeau Field. Infelizmente, não veremos o estádio lotado com a torcida tornando a tundra de Green Bay na atmosfera mais hostil do mundo para os adversários. 

Os Packers têm um dos melhores ataques da liga, sem dúvida. Rodgers, por incrível que pareça, teve uma das melhores temporadas desde que entrou na liga (e ele já teve anos muito impressionantes). Além disso, a linha ofensiva vem fazendo um trabalho mais que impressionante, Aaron Jones lidera um jogo terrestre bem perigoso e Davante Adams é o melhor recebedor da liga. É, nada mal. 

A defesa dos Packers também é uma unidade de elite. No front seven, os agentes Smith lideram a perseguição aos QB’s adversários. Lá na secundária, a situação é mais assustadora ainda. Jaire Alexander foi, discutivelmente, o melhor CB da NFL no ano. Ele comanda um grupo que ainda conta com Adrian Amos, Kevin King e Darnell Savage. 

Depois de draftar Julian Love na primeira rodada do NFL Draft, um quarterback, todos esperavam que Rodgers viria com vontade extra no ano. E foi exatamente o que aconteceu: Aaron busca mais um título de Superbowl, além de ser candidatíssimo na corrida pelo MVP. Os torcedores com certeza não sentem falta de McCarthy. 

Para chegar ao Superbowl, Rodgers precisará derrotar Brady. A vantagem no confronto direto é favorável a Tom, que venceu 3 jogos e perdeu somente um contra Rodgers, lá em 2014. Pode ser, talvez, o último confronto dos históricos camisa 12. 

Inserindo imagem...
Rodgers e Brady se enfrentaram em 2018, com o antigo QB dos Patriots levando a vitória. (Créditos: Maddie Meyer/ Getty Images) 

O que esperar da partida 

Os Packers são favoritos na partida, com as casas de aposta colocando a vantagem de 4 pontos para os mandantes. Brady com certeza está com vontade a mais no jogo, para vencer essa batalha épica e apagar as últimas dúvidas sobre que ele é o melhor de sempre. A partida será muito interessante, recomendo cancelar todos os planos e curtir o penúltimo domingo de NFL da temporada. 

Alberto Torres

Alberto Torres

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: